say it again?! I’m confused…

.

.

(sff. ler tudo de uma vez como quem enfia um shot pela goela!)

.

descontando o querer como aquele querer que tenho pelos meus bichos, que não é pouco, pois ninguem teste esse querer sem querer saber do bicho que há em mim, há aquele outro querer que nem sei bem se é estima, gostar, amar ou qualquer outro querer, do qual nem sei a que distância se quer o outro ou a que distância está o outro a me querer… o que quero dizer é que custa saber que há quem nos ame mas que diga a outro querer, assim como quem nos queira sabendo-se que a outro ama… e por isso assim fico sem saber se quero ir a Mafra tocar no carrilhões… ou se me dói cá dentro como se me tivessem caído os… pulmões… ai que me falta o ar e vejo tudo à roda!

.

(é nisto que dão as muitas horas de trabalho e pouco sono. vão por mim, dormir é bom!)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s