sim, quando regressamos…

.

para algo renovamos o seu sentido,

para alguém fortalecemos a ligação,

ao que nos faz ser quem somos recuperamos do peso das ausências

podemos celebrar o resultado do investimento


e por isso volto de mochila nas costas,

assobiando ao vento,

e sorrindo ao caminho,

regresso ao Lar…

de onde as pernas me levaram mas o coração resistiu em ficar!

 

( pois, quanto menos dorme mais lamechas fica o rapaz… bolas! )

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s